• Yokota Odontologia

Escovas duras limpam melhor os dentes?


Um fenômeno muito comum é o espanto que surge na feição de grande parte dos pacientes quando uma crença é desmistificada nas consultas de orientação de higiene: as escovas de cerdas duras NÃO são as melhores aliadas na limpeza dos dentes!


Esse espanto ocorre porque existe um senso comum de que, quanto maior a força aplicada na #escovação, mais eficiente é a limpeza dos dentes. Porém, o uso da força é um grande erro cometido por grande parte das pessoas e que pode gerar efeitos muito negativos na saúde bucal.


Quanto maior a força empregada na #escovação, maiores são também os danos em longo prazo por conta de desgastes dentários e traumas na gengiva que evoluem para retração gengival. Os desgastes dentários associados à retração da gengiva expõem uma parte dos dentes não protegida por esmalte, o que aumenta a tendência de desenvolver cáries e sensibilidade dentária (aquela dor de dente que insiste em ocorrer quando bebemos algo gelado, comemos algo muito doce ou ácido).


A escovação eficiente deve ser capaz de remover sujeira (placa bacteriana) sem provocar danos aos dentes e #gengiva, por isto, ela depende de emprego de técnica correta, mas nunca de força. A técnica de escovação ensinada pelos dentistas consiste em aplicar movimentos suaves e precisos, com atenção para não esquecer nenhuma região, e ser complementada pelo fio dental, uma vez que as escovas não alcançam as faces dos dentes voltadas para os dentes vizinhos. Com o emprego da técnica adequada, a escova de cerdas MACIAS é a melhor escolha, porque é plenamente capaz de remover a placa bacteriana sem causar prejuízos - você pode conferir um guia sobre a técnica eficiente de higiene bucal clicando aqui. Além das cerdas macias, de forma geral, a escova deve ter cabeça pequena e cabo flexível.


E agora você deve estar se perguntando: qual o motivo de existirem no mercado tantas escovas de cerdas duras? A resposta para sua pergunta é: escovas de cerdas duras e médias não devem ser utilizadas nos dentes naturais, mas são ótimas aliadas para higienização de próteses móveis (dentaduras, próteses totais, próteses removíveis), pois essa higienização é feita com as próteses fora da boca, sem risco de causar danos aos dentes naturais e gengivas. Para quem não tem ainda esta informação, saiba que as próteses devem ser higienizadas também logo após cada refeição e, especificamente no caso das removíveis, elas devem ser retiradas da boca e limpas com uma escova de cerdas duras ou médias com auxílio de sabão neutro. E aqui vai uma dica importante para quem utiliza próteses móveis: nem pense em higienizá-las utilizando a mesma escova que você usa para escovar seus dentes naturais, pois se houver resíduos de creme dental na escova, os abrasivos presentes na pasta de dentes podem provocar riscos nas próteses, o que estraga o polimento e, consequentemente, prejudica a aparência das próteses e retém sujeira em longo prazo, inclusive, com possibilidade de contribuir para mau cheiro, manchamento e acúmulo de tártaro na prótese (placa bacteriana calcificada) - você pode acessar um guia completo sobre cuidados com próteses móveis clicando aqui.


Quando você já realiza higienização com técnica correta, comparecer assiduamente às consultas preventivas periódicas com o dentista permite que o profissional complemente o controle de placa bacteriana com a limpeza profissional, alcançando especialmente os locais de mais difícil acesso, e que ele possa fazer remoção do tártaro eventualmente formado nesses locais mais difíceis logo no seu início, evitando, assim, o desenvolvimento de doenças gengivais e cárie. Nessas oportunidades, o paciente também recebe orientação para as devidas correções nas técnicas de escovação e uso do fio dental, recomendação de uso de enxaguante para casos específicos ou de algum acessório para otimizar o controle de placa. Ainda, o profissional realiza a #manutenção_dos_resultados dos tratamentos já realizados, como ajustes de mordida ou polimento em próteses ou restaurações, por exemplo, para que elas tenham bom desempenho por mais tempo.


Aliando o uso de escovas dentais de cerdas MACIAS com um bom conhecimento de técnicas de higienização diária e regularidade na frequência de consultas preventivas, certamente, as chances de desenvolver problemas bucais por falta de cuidados é muito reduzida e o conforto para comer, falar e sorrir é mantido por muito tempo!


Confira mais dicas valiosas de higiene e prevenção clicando aqui.

Grande abraço da nossa EQUIPE!

Este artigo tem objetivo de divulgar informações sobre tópicos gerais de odontologia e saúde oral. Seu conteúdo não substitui a orientação, o diagnóstico nem o tratamento com profissional especializado. Quaisquer dúvidas que você tenha sobre tratamentos, sinais ou sintomas de doenças devem ser sempre esclarecidas com seu dentista, médico ou outro profissional especializado.