• Yokota Odontologia

O que é tártaro?


Tártaro ou cálculo dental é placa bacteriana (microorganismos + restos alimentares) endurecida pela deposição de minerais como cálcio na superfície dental, embaixo da #gengiva ou nas próteses. A remoção de tártaro pode ser feita apenas pelo dentista, mas é possível prevenir sua formação com técnicas de higiene adequadas.


O #tártaro se forma quando a higiene dental não é realizada de forma eficiente, o que permite que micro-organismos se desenvolvam nos locais com restos de alimentos, formando o biofilme ou placa bacteriana. Conforme o tempo passa e a placa bacteriana permanece, minerais como cálcio presentes na saliva se depositam em sua estrutura, tornando-a endurecida, o que caracteriza o cálculo dental.


Essa estrutura endurecida é porosa e permite impregnação constante de mais sujeira, com prejuízos à saúde e aparência da boca.


Especialmente quando presente na região anterior da boca, o tártaro interfere na estética porque costuma aparecer durante o sorriso ou fala. As cores mais comuns do cálculo dental são amarela e marrom, porém, há diferentes possibilidades de coloração devido à impregnação de corantes provenientes de alimentos, bebidas e fumo.


Sendo uma estrutura que permite a impregnação de mais restos de alimentos e bactérias ao longo do tempo, o #tártaro contribui para desenvolvimento de doenças bucais como as de #gengiva (gengivite e periodontite) e cárie e também com a manifestação de mau hálito.


Sabendo que a #higiene é a chave para a prevenção do tártaro, duas coisas são fundamentais para evitar a formação do cálculo dental:


- saber higienizar a boca diariamente seguindo à risca a técnica correta ensinada pelo dentista

- realizar limpeza profissional com frequência regular em consultas preventivas


Uma maior quantidade de vezes que uma pessoa escova os dentes por dia não garante que ela esteja livre de tártaro ou cáries se a higienização caseira não for realizada com a técnica correta e utilização das ferramentas indicadas para ela. Ainda assim, locais de difícil acesso e abaixo do nível da gengiva são higienizados adequadamente por meio da limpeza profissional periódica realizada pelo dentista nas consultas preventivas, cuja frequência média costuma ser de 6 em 6 meses, mas pode variar conforme as necessidades individuais. Durante as consultas preventivas, o profissional também orienta como devem ser feitas as devidas correções na técnica de higiene diária, se algum enxaguante deve ser usado para casos específicos ou se deve ser utilizado algum acessório para otimizar o controle de placa.


Por ser mineralizado e, portanto, endurecido, a remoção do tártaro, depois de formado, somente é possível de ser feita por meio de um procedimento realizado pelo dentista com instrumentos especiais chamado "raspagem", e essa remoção deve ser realizada o mais imediatamente possível para evitar surgimento de lesões de cárie, doenças gengivais e mau hálito, conforme explicado anteriormente. Uma frequência regular de comparecimento a consultas preventivas permite que o dentista possa remover o tártaro formado logo no seu início e uma boa condição bucal possa ser mantida por longos períodos.


Se você gostou dessas informações e as considera úteis, clique nos seguintes links destacados para compartilhá-las com quem você se importa pelo WhatsApp ou pelo Facebook.



Grande abraço de nossa EQUIPE!

Este artigo tem objetivo de divulgar informações sobre tópicos gerais de odontologia e saúde oral. Seu conteúdo não substitui a orientação, o diagnóstico nem o tratamento com profissional especializado. Quaisquer dúvidas que você tenha sobre tratamentos, sinais ou sintomas de doenças devem ser sempre esclarecidas com seu dentista, médico ou outro profissional especializado.