• Yokota Odontologia

5 Passos simples para evitar a vergonha em sorrir


Como você deve saber, em nossa sociedade atual a aparência física é muito valorizada e as exigências estéticas são altas. No mundo das "selfies" um sorriso bonito e saudável é praticamente uma obrigação. Além disso, pessoas sorridentes são ligadas à ideia de simpatia, felicidade, sucesso e boa saúde. Entretanto, infelizmente muitas pessoas estão sendo privadas desses benefícios por sentirem vergonha ao sorrir. São muitos os motivos que levam essas pessoas a "fecharem a cara", a "esconderem o sorriso", ou até mesmo evitarem encontros sociais. Pode ser a perda de um ou mais dentes, gengivas inchadas e sangrantes, dentes escuros ou amarelados, dentes tortos, próteses mal adaptadas ou soltas, etc.

O que talvez você não saiba é que essa vergonha em sorrir pode ser evitada com atitudes simples. Veja como a seguir:


1 - Identifique e entenda os motivos da sua insatisfação com o seu sorriso A primeira providência para evitar a vergonha em sorrir é identificar os motivos que fazem ou podem fazer você se sentir mal com o seu sorriso. Pode parecer estranho mas muitas pessoas sentem-se constrangidas ao sorrir sem saber exatamente o porquê. Conseguindo identificar os fatores que geram esse incômodo fica mais fácil procurar a ajuda para resolver os problemas e deixar a vergonha de lado ou tomar providências para evitar que esses fatores se instalem na sua boca.

2 - Tome uma atitude para melhorar sua qualidade de vida e bem estar Após identificar os motivos que fazem ou podem fazer você ter vergonha em sorrir é hora de tomar uma atitude a respeito. Passar o resto da vida privando-se dos benefícios de uma vida cheia de sorrisos ou tendo medo de que isso venha a acontecer um dia ou ainda, ir progredindo pouco a pouco para essa situação é uma escolha. Portanto, se você não deseja isso para a sua vida tome a atitude de buscar a ajuda de um dentista. Se você já tem insatisfações com o seu sorriso e já identificou as causas, fica mais fácil dizer ao profissional o que lhe desagrada ao sorrir. Isso servirá de base para o planejamento do seu tratamento já que o dentista poderá focar em melhorar os aspectos que mais lhe incomoda. Por exemplo: se sua insatisfação está apenas na cor dos seus dentes, o dentista poderá resolver esse problema com a realização de um clareamento. Se for a falta de um ou mais dentes, o problema pode ser resolvido com a utilização de próteses e assim por diante. Se você está contente com o seu sorriso mas tem medo de um dia ter vergonha ao mostra-lo, o profissional pode ajudar a manter a sua alegria em sorrir com ações preventivas.

3 - Dê a devida atenção à sua higienização bucal

Não adianta procurar a ajuda de um dentista e realizar tratamentos para devolver sua alegria em sorrir se não houver cuidado com a higienização bucal. Não há como ter e manter um sorriso bonito sem uma higienização eficiente. Realize uma boa higiene bucal, com o uso de escova adequada e fio dental, após as principais refeições e antes de dormir.

4 - Crie o hábito de observar as condições da sua boca regularmente durante a higienização Observar o aspecto dos seus dentes, gengivas, língua e lábios regularmente ajudará você a manter a vergonha em sorrir longe da sua vida. Esse hábito lhe possibilita procurar ajuda precocemente e prevenir o agravamento de eventuais problemas antes que possam prejudicar o seu sorriso.

5 - Faça consultas periódicas ao dentista A frequência recomendada é a cada 6 meses. Esse hábito diminuirá muito as chances de você desenvolver novos problemas bucais que podem prejudicar o seu sorriso, além de ser fundamental para a manutenção dos tratamentos já realizados.


Se você gostou dessas informações e as considera úteis, clique nos seguintes links destacados para compartilhá-las com quem você se importa pelo WhatsApp ou pelo Facebook.

Grande abraço de nossa equipe!


Este artigo tem objetivo de divulgar informações sobre tópicos gerais de odontologia e saúde oral. Seu conteúdo não substitui a orientação, o diagnóstico nem o tratamento com profissional especializado. Quaisquer dúvidas que você tenha sobre tratamentos, sinais ou sintomas de doenças devem ser sempre esclarecidas com seu dentista, médico ou outro profissional especializado.