• Yokota Odontologia

Dor em dente com canal tratado: É possível?


Você já deve ter ouvido falar que dentes com canal tratado não doem, correto? Mas você também já deve ter escutado alguém dizer que teve/tem dor em dente com canal tratado. Afinal de contas, é mesmo possível ter um dente já com tratamento de canal doendo?


Primeiramente, vamos entender por que é esperado que não haja dor em dente com tratamento de canal. Como explicamos num outro artigo (que você pode conferir aqui), o tratamento de canal, também chamado de tratamento endodôntico, trata a parte de dentro do dente e remove a sua polpa dentária, conhecida popularmente como o "nervo do dente". Com ausência da polpa dentária ou do "nervo do dente", o dente não dói mais com frio/quente ou com alimentos azedos/doces, por exemplo. Porém, o paciente ainda é capaz de sentir na região desse dente uma pressão e até dores por excesso de força mastigatória, pois isto depende da reação dos tecidos de suporte do dente na sua parte externa, e não da polpa dentária.


Como todo procedimento cirúrgico, é comum que, após cada consulta dedicada ao tratamento de canal, haja uma reação inflamatória na região do dente que pode durar alguns dias e ser acompanhada de dor. Para prevenir/controlar os sintomas da inflamação, o próprio dentista prescreve medicamentos ao paciente. Caso haja reações mais severas, como inchaço, febre ou a dor não passar com o uso dos medicamentos prescritos, o dentista deve ser contactado o mais rapidamente possível para examinar e avaliar a melhor conduta a ser tomada.


Já a dor que ocorre após passado esse período previsto de reação inflamatória pode ter causas variadas, e é sempre necessário que o dentista examine para descobrir a causa o mais rapidamente possível. Vejamos algumas das causas para esse tipo de dor:


- Demora na realização da restauração definitiva do dente que passou por tratamento de canal: muitas vezes, ao terminar o tratamento de canal e se livrar da dor de dente, o paciente acaba adiando por muito tempo a reabilitação definitiva do dente tratado, que ocorre com a confecção de uma restauração/prótese nesse dente, deixando-o somente com um curativo. Além de não proteger o dente contra fraturas, o curativo não é capaz de manter o dente bem fechado por muito tempo, o que significa que ele permite, após um período, recontaminação do interior do dente pela entrada de saliva/alimentos/bactérias dentro do canal do dente, e uma nova infecção pode ser ocasionada;


- Restaurações/próteses "altas" no dente com canal tratado: seja porque foram confeccionadas mais altas ou porque a mordida do paciente se alterou ao longo do tempo, é possível haver dor nestes casos devido a uma pressão excessiva nos tecidos de suporte durante a mordida;


- Fratura ou trinca no dente: dentes com canal tratado, normalmente, já têm histórico de estrutura fragilizada (grandes destruições por cáries ou traumas) e são, por isso, mais suscetíveis a trincas e fraturas;


- Presença de canais secundários ou acessórios: em alguns casos, o dente pode apresentar outros canais além dos principais e, caso eles não sejam limpos e obturados como os principais, o dente continua com infecção interna, isto é, bactérias permanecem dentro deles, e os sintomas dolorosos podem persistir ou retornar com o tempo. Há, por exemplo, casos de canais secundários ou acessórios microscópicos, que não podem ser visualizados por exames normais e acessados por meios convencionais e, por isto, necessitam de métodos mais avançados para solução do problema;


- Variações anatômicas das raízes: Algumas vezes, os dentes podem apresentar uma variação no formato de suas raízes, o que pode impedir uma limpeza suficiente dos canais e, por isto, bactérias podem permanecer nessas regiões ;


- Bactérias resistentes: existem bactérias que são muito resistentes e podem sobreviver aos produtos utilizados para limpar o interior dos canais. o que significa que a infecção persiste após o tratamento de canal;


- Cárie no dente com canal tratado: a lesão de cárie nos dentes é ocasionada por bactérias. Quando o dente com canal tratado tem uma lesão de cárie, a dor pode ocorrer devido a uma nova infecção do interior do canal quando a situação está em grau avançado de infecção (diferente dos dentes que não passaram por tratamento de canal, em que a dor da cárie é ocasionada por estímulo à polpa dentária ou nervo do dente, que ainda está presente).


Em quaisquer situações de dor em dente com canal tratado após o período previsto de inflamação inicial, é fundamental buscar atendimento com profissional endodontista especializado para avaliar qual a causa e decidir a melhor conduta. Esperar para tomar a conduta adequada pode significar riscos de mais danos ao dente (e até sua perda) ou de agravamento de uma infecção que pode trazer prejuízos ao estado de saúde geral do corpo.


Para manter os resultados do tratamento de canal, é especialmente importante que seja feita a restauração/prótese do dente logo após a conclusão do tratamento de canal, que as orientações de cuidados pós-procedimento sejam seguidas rigorosamente, que a higiene bucal com o uso de fio dental e escova sejam feitas com a técnica ensinada pelo dentista e que visitas periódicas ao seu dentista sejam feitas para prevenção de cáries, ajustes ou substituições de próteses/restaurações quando necessário e para acompanhamento radiográfico do dente com canal tratado.


Para saber mais ou agendar uma consulta com nossa equipe, entre em contato pelo nosso WhatsApp!

Clique para:

- conhecer nossa EQUIPE

- conferir os COMENTÁRIOS DOS CLIENTES

- saber quais são os TRATAMENTOS OFERECIDOS

Este artigo tem objetivo de divulgar informações sobre tópicos gerais de odontologia e saúde oral. Seu conteúdo não substitui a orientação, o diagnóstico nem o tratamento com profissional especializado. Quaisquer dúvidas que você tenha sobre tratamentos, sinais ou sintomas de doenças devem ser sempre esclarecidas com seu dentista, médico ou outro profissional especializado.

Posts recentes

Ver tudo