• YOKOTA & XAVIER Odontologia

Como evitar ter que fazer tratamento de canal no dente?


O tratamento de canal dentário é indicado quando o dente sofre um trauma (batida muito forte ou fratura) ou ação de bactérias (como em cáries em estágio avançado) que provocam um dano irreparável na sua porção mais interna, onde fica a polpa dentária ou o "nervo do dente". Ele é também chamado de tratamento endodôntico, e é um procedimento seguro, eficaz, realizado de forma indolor sob anestesia local, e quando as orientações pós-operatórias são seguidas à risca, a recuperação é mais rápida, tranquila e, geralmente, não há necessidade de afastamento das atividades cotidianas.


Saber que o tratamento de canal é indicado quando há danos irreparáveis à polpa dentária, que fica na porção mais interna do dente, é a base para as quatro dicas de como evitar ter que fazer tratamento de canal no dente, que veremos a seguir.


1 - Realize higienização bucal corretamente


Escovar os dentes após as refeições principais e antes de dormir utilizando a técnica correta e com emprego do fio dental é uma forma de prevenir a necessidade de tratamento de canal. Isto ocorre porque a remoção de restos de alimentos da boca contribui para que não surjam lesões de cárie, que têm relação com a indicação do tratamento de canal conforme veremos a seguir.


2 - Caso tenha alguma lesão de cárie, faça a restauração rapidamente


Sabe aquela cárie que você está adiando para tratar? Pois entenda que, inicialmente, lesões de cárie podem ser apenas restauradas, mas, em estágios mais avançados, podem evoluir a tal ponto que afetam a polpa dental (ou “nervo do dente”) de forma irreversível pela ação das bactérias. Quando isso ocorre, o tratamento de canal é necessário para remover a polpa inflamada ou necrosada e limpar a região interna do dente antes de restaurá-lo.


Por isso, assim que você tomar ciência sobre o surgimento de uma lesão de cárie, realize imediatamente com o dentista a remoção da lesão e a restauração do dente atingido. Desta forma, o problema não evoluirá, o risco de um tratamento de canal será minimizado e o tratamento restaurador será bem mais simples.


3 - Evite traumas nos dentes


O trauma no dente é um dos motivos que podem levar à necessidade de um tratamento de canal, pois também pode comprometer a polpa dentária de forma irreversível.


Portanto, tome cuidado para evitar traumas na boca, principalmente durante as práticas esportivas: para esportes com contato físico intenso e maior risco de quedas, recomenda-se o uso de protetores bucais.


4 - Não abra mão de visitas regulares ao dentista


Com visitas regulares ao dentista, você contribui para que o profissional possa atuar de forma mais conservadora, com foco em prevenção e no tratamento de problemas bucais ainda no estágio mais inicial.


Isto significa que uma frequência regular de idas ao dentista pode evitar não somente as necessidades de tratamento de canal, mas, também, de outros procedimentos mais complexos como cirurgias, confecção de próteses e instalação de implantes dentários.


Aliás, fica aqui uma boa dica para você economizar tempo e, até mesmo, dinheiro para manter sua saúde bucal: não espere aparecer um problema grande para procurar o dentista, pois os procedimentos de prevenção e os tratamentos de problemas ainda iniciais costumam ser mais simples, rápidos e menos custosos!


Quando o tratamento de canal já é inevitável, a melhor opção é conversar com um dentista de confiança para tirar todas as dúvidas e acabar de vez com todos os receios. Como dito anteriormente, esse procedimento é seguro, com grandes margens de sucesso e, ao contrário do que se pensa, não gera grandes desconfortos. O tratamento endodôntico é considerado, inclusive, uma excelente alternativa para conservar o dente natural na boca, permitindo que ele seja restaurado e evitando que ele seja perdido.


- Saiba mais sobre tratamento de canal

- Quem somos nós

- Nossos contatos


Este artigo tem objetivo de divulgar informações sobre tópicos gerais de odontologia e saúde oral. Seu conteúdo não substitui a orientação, o diagnóstico nem o tratamento com profissional especializado. Quaisquer dúvidas que você tenha sobre tratamentos, sinais ou sintomas de doenças devem ser sempre esclarecidas com seu dentista, médico ou outro profissional especializado.


YOKOTA & XAVIER Odontologia CROSP: 23.437 - Resp téc: Dr Douglas Yokota, CROSP 91.743 Dentistas - Clínica Odontológica - São Paulo - SP

Posts Relacionados

Ver tudo